Don't let them in, don't let them see. Be the good girl you always had to be. Conceal, don't feel, don't let them know.

Dans Paris (2006), Honoré

(e você sabe, meu amor, sobre as castanhas tempestades oculares)

Sou mudo aos olhos de quem não conhece o peso de um olhar.
Julio Venori.  (via conjulguei)
Sempre mantive mais contato com livros, histórias, metáforas. Era difícil de imaginar uma ligação de tal nível com outra pessoa. Dever explicações, tentar entender, ser entendido, nunca funcionou. Pessoas não são livros que podemos ler e reler quantas vezes quisermos para entender. Por isso me isolava, gostava de entender tudo que fazia parte do meu convívio, e nunca entendia tais seres que me cercavam, isso me deixava frustrado. Por isso sempre preferi ler do que falar ou ouvir.
— Julio Venori.     (via conjulguei)
Precisamos ser mais espontâneos, sorrir porque nos deu vontade, não só porque nos falam que precisamos ser felizes. Sair abraçando todo mundo, literalmente, um abraço não irá te matar, mas pode mudar a vida de muitos por aí.
Julio Venori. (via conjulguei)
O problema é que minha alegria é momentânea, mas o vazio na alma não.
Apagou.  (via conjulguei)
Não há nada que ensine mais do que se reorganizar depois do fracasso e seguir em frente. Mas a maioria das pessoas fica paralisada de medo. Elas têm tanto medo do fracasso que acabam fracassando. Estão condicionadas demais, acostumadas demais que digam o que devem fazer. Começa com a família, passa pela escola e entra no mundo dos negócios.
Charles Bukowski.  (via conjulguei)
Aos poucos eu percebi,
Que se apaixonar é inevitável, e que as melhores provas de amor são as mais simples. Um dia percebemos que o comum não nos atrai, e que ser classificado como bonzinho não é bom. Um dia percebemos que a pessoa que nunca te liga é a que mais pensa em você. Um dia saberemos a importância da frase: “Você se torna eternamente responsável por aquilo que cativa”. Um dia percebemos que somos muito importante para alguém, e que não damos valor a isso! Que homem de verdade não é aquele que tem mil mulheres, mas aquele que consegue fazer uma única mulher feliz! Enfim… um dia descobrimos que apesar de viver quase um século, esse tempo todo não é suficiente para realizarmos todos os nossos sonhos, para beijarmos todas as bocas que nos atraem, para dizer tudo o que tem de ser dito. O jeito é: ou nos conformamos com a falta de algumas coisas na nossa vida ou lutamos para realizar todas as nossas loucuras!
Mario Quintana.    (via conjulguei)
Me achei em você
na tentativa
de fugir de mim.
Julio Venori.  (via conjulguei)

FUTURASUICIDA ©